Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Manifestantes e PM combinam trajeto de protesto da final

No domingo, grupo sai da Tijuca em caminhada até o estádio do Maracanã, palco da grande final entre Brasil e Espanha pela Copa das Confederações

Por Da Redação
29 jun 2013, 17h14

O Comando Geral da Polícia Militar do Rio recebeu na manhã deste sábado representantes do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas, um dos responsáveis pela organização de protestos marcados para domingo nas imediações do Maracanã, onde Brasil e Espanha disputarão a final da Copa das Confederações. A reunião foi convocada pela PM.

Leia: Brasil x Espanha, o duelo que não tem nada de amistoso

De acordo com Marcelo Edmundo, membro do Comitê, o grupo confirmou ao comandante da PM informações como o trajeto da manifestação. O ato começará às 10 horas, com concentração na Praça Saens Peña, na Tijuca, Zona Norte da cidade, de onde sai a caminhada até o Maracanã.

A pauta de reivindicações também foi reforçada: o cancelamento da privatização do Maracanã e o fim das remoções provocadas pela Copa do Mundo e a Olimpíada. Segundo Edmundo, não houve acordo e a PM manteve a determinação de criar barreiras policiais no entorno do estádio a partir das 13 horas de domingo. “A polícia sabe qual o seu papel. Apenas comunicamos nosso direito constitucional de nos manifestarmos e deixamos claro que se surgir algum conflito não será de nossa parte”, disse o integrante do Comitê.

Continua após a publicidade

O comandante da PM, coronel Erir Ribeiro Costa Filho, enviou ofícios convidando a Ordem dos Advogados do Brasil, a Defensoria Pública e o Ministério Público Estadual e Federal para acompanharem o cordão de isolamento que será feito por policiais militares do Batalhão de Choque no entorno do Maracanã. A ideia é que representantes das instituições acompanhem o patrulhamento, ajudando a manter a tranquilidade na manifestação e eventualmente identificar quem agir com violência.

(Com Estadão Conteúdo)

Leia também:

À distância, Brasil e Espanha alimentam acirrada rivalidade

Continua após a publicidade

Como em 1950, o Brasil vai a São Januário antes da final

Com medo de vaias, Dilma não vai ao Maracanã no domingo

https://youtube.com/watch?v=i5HF8ZIlncM%3Frel%3D0

Copa do Mundo de 1950

Continua após a publicidade

No Maracanã, festa brasileira com goleada por 6 a 1

https://youtube.com/watch?v=Aa31c-QPdWk%3Frel%3D0

Copa do Mundo de 1962

Substituto de Pelé, Amarildo, “O Possesso”, comanda a vitória brasileira por 2 a 1

Continua após a publicidade

https://youtube.com/watch?v=s1Rcqb0A8Wo%3Frel%3D0

Copa do Mundo de 1978

No Mundial da Argentina, os dois times não saíram do zero

https://youtube.com/watch?v=BYCwnaqHVpE%3Frel%3D0

Continua após a publicidade

Copa do Mundo de 1986

Em jogo de arbitragem polêmica, Sócrates decreta a vitória brasileira por 1 a 0

Copa das Confederações
Copa das Confederações (VEJA)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.