Clique e assine a partir de 9,90/mês

MANCHETES DA MANHÃ – segunda-feira, 20/02/2017

Os blocos de pré-carnaval invadiram as ruas das principais capitais do país

Por Da redação - Atualizado em 20 fev 2017, 09h28 - Publicado em 20 fev 2017, 07h12

Em São Paulo, mais de um milhão de pessoas foram às ruas  para participar dos blocos pré-carnavalescos. No Peru, a Superintendência Nacional de Alfândegas e Administração Tributária ordenou embargo de cerca de 62 milhões de dólares (cerca de 191 milhões de reais) contra oito empresas brasileiras presentes no país, todas, segundo investigações, citadas na Operação Lava-Jato. A Federação Paranaense de Futebol impediu a realização do clássico entre Atlético e Coritiba. Isso porque os dois clubes tentaram transmitir a partida pela Internet.

Veja os destaques dos jornais brasileiros nesta segunda-feira:

Folha de S.Paulo (SP)
Fábrica de R$ 240 mi do Butantan não produz
Em 2008, o Instituto Butantan começou a construir o que seria a primeira fábrica de derivados de sangue no país –um dia histórico nas palavras do então governador José Serra (PSDB/SP). Nove anos e R$ 239,4 milhões em verbas públicas depois, nenhuma única gota de plasma foi processada ainda na instalação, hoje um grande “elefante branco”. A direção do Instituto Butantan, órgão ligado ao governo paulista, afirma que são boas as perspectivas de um acordo com a União para a disponibilização do plasma, sem o qual a fábrica não terá como entrar em operação.

Folha de S.Paulo (SP)
Com reforma, Previdência do Brasil fica mais rígida que a de países ricos
Se aprovada nos termos atuais, a reforma da Previdência vai colocar o Brasil entre os países com regras mais rígidas para aposentadoria. Pela proposta do governo, quem contribuir por menos de 25 anos não terá direito a se aposentar mesmo que alcance a idade de 65 anos. Em outros países é possível se aposentar com tempo menor de contribuição, mas o benefício pode ser menor que o salário mínimo, o que não é permitido no Brasil. Cumpridos os 25 anos, o brasileiro receberá 76% do benefício. O valor integral só será pago a quem trabalhar 49 anos, regra também mais dura que de outros países. A justificativa do governo para a reforma é o aumento da proporção de idosos em relação à de jovens.

O Globo (RJ)
Peru confisca R$ 191 milhões de empresas brasileiras envolvidas na Lava-Jato
A Superintendência Nacional de Alfândegas e Administração Tributária do Peru (Sunat) ordenou embargo de cerca de 200 milhões de soles peruanos (US$ 62 milhões, ou R$ 191 milhões) contra oito empresas brasileiras presentes no país, todas, segundo investigações, envolvidas na Lava-Jato. As informações são do site de jornalismo investigativo peruano “Ojo Publico”. Só da Odebrecht foram confiscados US$ 46 milhões (R$ 142 milhões).

Valor Econômico (SP)
“Só reformas salvam grupo governista”
A política tradicional – PSDB, PMDB, DEM, para citar apenas os principais partidos da coligação governista – só terá espaço na eleição presidencial de 2018 se as reformas econômicas forem aprovadas. A afirmação é do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Nomes como o do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), um extremista de direita, só passam a ter chance na sucessão “se o sistema e a democracia representativa não derem uma resposta”.

Zero Hora (RS)
Entregues por Temer há mais de um mês, 80% das novas ambulâncias do Samu no Estado estão paradas
Com a entrega de 61 ambulâncias a municípios do Rio Grande do Sul em 9 de janeiro, o objetivo do presidente Michel Temer (PMDB) era melhorar a avaliação do governo. Mas mais de um mês depois de os veículos destinados à substituição de ambulâncias antigas serem enfileirados no Parque de Exposições. Assis Brasil, em Esteio, apenas 12 estão em operação — 80% permanecem em garagens de prefeituras e sedes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Por trás da demora, estão entraves burocráticos — como lentidão, erro ou falta de envio de documentos pela União — e dificuldades no emplacamento e na confecção do seguro obrigatório. Ocorreram ainda falhas estruturais: metade das ambulâncias foi entregue com problemas, que vão desde lanternas e sirenes queimadas, ar-condicionado e velocímetro sem funcionamento, até bateria e sistema elétrico com defeito.

O Estado de Minas (MG)
Polícia Militar apreende vacinas contra a febre amarela no lixo em Belo Horizonte
A Polícia Militar apreendeu cerca de 50 caixas abandonadas na porta de um sacolão do Bairro Nazaré, na Região Nordeste de Belo Horizonte, contendo vacinas, entre elas doses para imunização contra a febre amarela. Segundo a PM, a corporação recebeu a denúncia de que um tumulto estava acontecendo na Rua Sócrates, pois pessoas estavam pegando as vacinas e levando para casa.  No material, havia doses dentro do prazo de validade e também vacinas contra outras doenças. A Prefeitura de Belo Horizonte informou, por meio de nota, que vai investigar a procedência e o lote do material. Ainda conforme a administração municipal, as vacinas oferecidas pelo SUS/BH devem ser aplicadas somente nas unidades de saúde da capital mineira.

O Estado de S.Paulo (SP)
Calor embala folia de blocos pelas ruas de São Paulo e Rio

Os termômetros perto dos 35°C só ajudaram a animar o “esquenta” para o Carnaval, que tomou as ruas de São Paulo e do Rio neste domingo. Foliões recorreram a trajes de banho, armas de plástico carregadas de água e até a caminhões-pipa para aliviar o calor. Os guarda-chuvas eram acessórios para conseguir sombra. Ainda não há balanço de público da Prefeitura e da Polícia Militar (PM), mas a expectativa é de participação deste ano já é recorde. Mais de um milhão de pessoas circularam pela região de Pinheiros e Vila Madalena no fim de semana, segundo o prefeito regional, Paulo Mathias.

Leia as principais manchetes:

Folha de S.Paulo (SP): Fábrica de R$ 240 mi do Butantan não produz

Continua após a publicidade

O Estado de S.Paulo (SP): Contas de partidos paradas no TSE somam R$ 2,2 bi

Valor Econômico (SP): BNDES raciona crédito e já acumula caixa de R$ 10 bi

O Globo (RJ): Megaobras vão ficar R$ 107 bi mais caras

O Estado de Minas: Eles também são vítimas

Continua após a publicidade

Zero Hora (RS): 80% das ambulâncias entregues há um mês no RS estão paradas

Correio Braziliense (DF): Sem garantia da PM, Fla descarta o Mané para jogo com o Vasco

Jornal do Commercio (PE): Governo federal de olho na aposentadoria militar

A Tarde (BA): Peru confisca R$ 191 milhões de oito empresas brasileiras

Continua após a publicidade

O Liberal  (PA): Delação da Odebrecht cita R$ 7 mi a ministro

A Crítica (AM): Bandas dão pontepé inicial no Carnaval

O Popular (GO): Novos prefeitos cortam secretarias

 

Publicidade