Clique e assine a partir de 8,90/mês

Major da PM dá gravata e arrasta mulher durante protesto no Rio

Manifestante integrava protesto de familiares de policiais militares em batalhão para reivindicar salários e benefícios atrasados; corporação apura episódio

Por Da Redação - 15 fev 2017, 13h55

Um oficial militar deu uma gravata e arrastou de forma truculenta uma mulher para a viatura durante um protesto de familiares de policiais militares na manhã desta quarta-feira em frente ao 7º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Em um vídeo gravado por manifestantes é possível ver o homem, que se identifica como major Ramos, agir em meio aos manifestantes, em sua maioria, mulheres. Três delas são colocadas em uma viatura e conduzidas à delegacia. Na gravação, é possível ouvir manifestantes chamando o policial de “covarde”, enquanto continuam filmando. A PM não soube dizer se a mulher detida é parente de policial militar.

Segundo a PM, um grupo de manifestantes tentou impedir a entrada de policiais no batalhão. Houve, segundo a corporação, tentativa de diálogo para contornar a situação, mas, devido à resistência do grupo – que teria xingado os policiais -, três pessoas foram conduzidas para a delegacia. Ainda de acordo com a PM, uma delas tentou sair da viatura e foi preciso usar “os meios necessários para detê-la”. O 7º BPM está apurando o episódio.

A PM confirma que grupos de familiares de policiais se concentraram na frente de 27 batalhões desde a última sexta-feira. Eles reivindicam o pagamento do 13º salário, do regime adicional de serviço (RAS) e das bonificações por metas que estão atrasadas. Familiares de policiais estão há quase uma semana fazendo protestos no Rio.

 

Continua após a publicidade
Publicidade