Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jovem mata três crianças e duas funcionárias em escola do interior de SC

Crime ocorreu por volta de 10h; Agressor tentou se matar e está estado grave em um hospital de Pinhalzinho

Por Juliana Castro, Camila Nascimento e Eduardo Gonçalves Atualizado em 4 Maio 2021, 16h17 - Publicado em 4 Maio 2021, 12h11

Um jovem de 18 anos matou nesta terça-feira, 4, três crianças de menos de dois anos de idade, uma professora e uma funcionária em uma escola infantil no município de Saudades, no oeste de Santa Catarina. Outra criança está em estado grave. As informações são da Polícia Militar do estado.

O delegado Jerônimo Marçal disse em entrevista que o jovem usou uma adaga para cometer os crimes. Ele chegou de bicicleta e entrou na creche Pró-infância Aquarela, para crianças entre 6 meses a 2 anos, por volta das 10h.  O primeiro ataque foi à professora. “A professora correu para a sala onde estavam as outras crianças. Lá nessa sala, ele agrediu essas outras crianças. Havia quatro crianças”, afirmou o delegado em entrevista à imprensa no local. A escola foi isolada para o trabalho da perícia.

De acordo com Marçal, o jovem não tem antecedentes criminais: “Não tem um histórico, pelo menos não na polícia. Ainda não angariamos com a família o histórico pessoal dele”.

Após cometer os crimes, o jovem tentou se matar golpeando o próprio pescoço, abdômen e tórax. Ele está estado grave em um hospital de Pinhalzinho, município vizinho. Segundo a PM,  o agressor já havia sido detido pela população quando os agentes chegaram ao local. Ele teria relatado às testemunhas ter sofrido bullying, mas não estudou na creche.

Keli Adriane Aniecevski era professora e foi morta pelo jovem
Keli Adriane Aniecevski era professora e foi morta pelo jovem Reprodução/Reprodução

A professora morta é Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos. Nas redes sociais, Keli destacava uma frase positiva: “Permita que coisas boas aconteçam”. Amigos deixaram mensagens de pêsames. “Prof vc é um anjo”, escreveu um deles. A outra adulta morta foi a agente educativa Mirla Renner, de 20 anos. Pessoas próximas também escreveram mensagens carinhosas no perfil dela nas redes sociais, onde ela informava que era estudante de engenharia química na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Continua após a publicidade
Mirla Renner, de 20 anos, foi morta no ataque do jovem de 18 anos à creche
Mirla Renner, de 20 anos, foi morta no ataque do jovem de 18 anos à creche Reprodução/Reprodução

 

A governadora em exercício, Daniela Reinehr, de deslocou até Saudades nesta tarde. Haverá uma entrevista coletiva às 18h. Mais cedo, o governador afastado de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), lamentou o ocorrido em publicação no Twitter, na qual falou em “professores”.

Devastadora a notícia da chacina registrada no município de Saudades vitimando crianças e professores de uma creche na manhã desta terça-feira. Minha solidariedade às famílias, à comunidade escolar e a todos os moradores da acolhedora cidade do nosso oeste”, escreveu.

A prefeitura e o governo do estado decretaram luto oficial de três dias.

Chacina

 

Continua após a publicidade
Publicidade