Clique e assine com até 92% de desconto

Eletrobras e policiamento no Rio nas manchetes de 23/08/17

Jornais do país destacam desdobramentos do anúncio de privatização da empresa estatal

Por Da redação 23 ago 2017, 07h37

Desdobramentos do anúncio de privatização da Eletrobras estão nas manchetes dos principais jornais do país nesta quarta-feira. Em um dia, o valor da estatal subiu R$ 9 bilhões. Segundo a Folha de S.Paulo, proposta em análise prevê pulverizar capital em vez de transferir controle para um novo dono. No Globo, reportagem destaca a transferência de policiais militares das UPPs para as ruas do Rio de Janeiro, medida para conter o aumento da violência na Região Metropolitana da capital.

O Estado de S.Paulo
Eletrobrás tem alta de 49% nas ações após anúncio de privatização
O anúncio do plano de privatização da Eletrobrás provocou valorização de 49,3% nas ações da estatal. Em um dia, o valor de mercado da companhia foi a cerca de R$ 29 bilhões, um crescimento de R$ 9 bilhões. A Bolsa de São Paulo subiu 2,01%, ultrapassando os 70 mil pontos pela primeira vez desde 2011. 

Folha de S.Paulo
Governo planeja limites para novos sócios na Eletrobras
O governo Temer estuda estabelecer limites de participação para os novos acionistas da Eletrobras. O objetivo é incentivar a pulverização do capital da companhia em vez de transferir o controle para um só comprador. A proposta prevê aumentar o capital da empresa a ser privatizada. O governo, hoje com 41% delas, diluiria sua fatia. A União permaneceria apenas com ação que lhe dá direito de veto em decisões estratégicas. 

Fazenda cobra dono da CSN por tributo de herança
Procuradores da Fazenda de SP acusam Benjamin Steinbruch, dono da Companhia Siderúrgica Nacional, de fraude para não pagar tributos sobre herança de R$ 1,5 bilhão que recebeu com dois irmãos e 11 netos após sua mãe morrer. O valor devido seria de R$ 83 milhões.

O Globo
Três mil policiais de UPPs são deslocados para as ruas
A Secretaria de Segurança Pública anunciou ontem que 3 mil dos 9.500 policiais militares das UPPs serão deslocados para reforçar o patrulhamento no asfalto. O secretário Roberto Sá afirmou, porém, que a essência do programa de polícia de pacificação, implantado em 2008, será mantida.

Valor Econômico
‘Arranjo Eletrobras’ alivia déficit
Um intrincado arranjo contábil deve permitir que o dinheiro oriundo do processo de privatização da Eletrobras entre nos cofres do Tesouro Nacional como receita primária, livre para ser utilizada no ajuste fiscal, inclusive em despesas correntes do governo

Estado de Minas
A guerra é aqui
Em reação a tentativas de assalto, policiais militares, civis, rodoviário federal e guardas municipais mataram pelo menos 11 acusados de crime este ano no Estado. A última delas ocorreu segunda-feira, quando, depois de roubar uma mulher que fazia caminhada no Bairro Bandeirantes, na Região da Pampulha, dois homens tentaram assaltar um examinador do Detran, com o qual entraram em luta corporal.

Continua após a publicidade
Publicidade