Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: Silas Malafaia decide cancelar cultos presenciais no Rio

Líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, com 70 igrejas no estado, diz que decisão foi devido à falta de transporte público

Por Cássio Bruno - Atualizado em 20 mar 2020, 22h09 - Publicado em 20 mar 2020, 21h56

O pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, anunciou na noite desta sexta-feira que vai suspender os cultos de suas igrejas. Segundo ele, a iniciativa ocorreu, principalmente, por causa do decreto divulgado pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, em que, entre outras coisas, proíbe a circulação de ônibus intermunicipais e diminui o funcionamento do transporte público na capital.

No entanto, Silas Malafaia afirmou, em vídeo divulgado em uma rede social, que manterá os templos abertos e realizará cultos sozinho via internet. Nesta semana, mesmo com a pandemia do coronavírus no mundo, o religioso decidiu seguir com os encontros. O Ministério Público chegou a pedir à Justiça fluminense o cancelamento, mas foi negado.

“Vou suspender os meus cultos. Mas tem uma coisa: vou ampliar a hora das igrejas abertas. Igreja é o hospital de Deus nas áreas espiritual e emocional”, disse Silas Malafaia, um dos principais líderes evangélicos do país. No estado do Rio, a Assembleia de Deus VItória em Cristo conta com 70 templos. Só na sede principal, na Penha, Zona Norte, a capacidade é para 6.580 fiéis.

Publicidade