Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ciclovia Tim Maia volta a desabar no Rio de Janeiro

As fortes chuvas castigam a cidade: duas pessoas morreram após a queda de uma casa em Quintino, na Zona Norte, na noite de quarta-feira

Por Da redação Atualizado em 15 fev 2018, 10h14 - Publicado em 15 fev 2018, 08h23

Um novo trecho da ciclovia Tim Maia, no Rio de Janeiro, desabou nesta quinta-feira após o forte temporal que atinge a cidade. A ciclovia é a mesma que havia desabado em abril de 2016, causando a morte de duas pessoas. Ainda não há informações sobre vítimas.

Segundo comunicado do Centro de Operações da Prefeitura do Rio, equipes “agentes da Defesa Civil estão seguindo para a Ciclovia Tim Maia para realizar a interdição do trecho da via entre São Conrado e a Barra da Tijuca, após ocorrer um afundamento de pista, no trecho de São Conrado”.

Em 2016, a queda de um trecho de cinquenta metros do percurso entre os bairros do Leblon e de São Conrado, na Zona Sul da cidade, matou duas pessoas que passavam pela via. Na ocasião, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro concluiu que a ciclovia Tim Maia em 2016 desabou porque a pista estava apenas encaixada nos pilares – e não presa a eles. O incidente aconteceu após uma forte ressaca do mar. O laudo foi feito pela perícia da promotoria e consta no texto do inquérito civil que apura as responsabilidades pelo desastre. Também foram encontradas rachaduras em um dos pilares, conforme foi apontado no documento.

  • Temporal

    As fortes chuvas que atingem o Rio nesta semana levaram à morte de duas pessoas entre a noite de quarta-feira e a madrugada desta quinta-feira. Uma casa desabou em Quintino, na Zona Norte, sobre dois moradores, um homem e uma mulher.

    Em consequência da chuva e dos fortes ventos, um dirigível caiu sobre a via férrea e interrompeu o tráfego de trens no ramal de Santa Cruz. A Avenida Brasil está com trânsito interrompido no sentido centro, por causa da queda de uma árvore e de um painel publicitário, na altura de Ramos, na Zona Norte.

    A Linha Vermelha chegou a ter seu trânsito interrompido e a Linha Amarela está alagada, na altura da Abolição, na Zona Norte. Os BRTs Transcarioca e Transoeste operam com problemas.

  • (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade