Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Braço-direito de Teori vai a Curitiba ouvir Marcelo Odebrecht

Juiz Márcio Schiefler Fontes perguntará ao ex-presidente da empreiteira se a delação premiada na Operação Lava Jato foi feita de livre e espontânea vontade

Um dos principais auxiliares do ministro Teori Zavascki, o juiz Márcio Schiefler Fontes vai a Curitiba na próxima sexta-feira ouvir pessoalmente do empresário Marcelo Odebrecht que sua delação na Operação Lava Jato foi feita de livre e espontânea vontade. Schiefler é uma das peças fundamentais no processo de homologação da delação dos executivos da Odebrecht e foi um dos assistentes mais próximos de Teori, morto na quinta-feira em uma queda de avião em Paraty (RJ). Outros dois juízes dividiam com ele a responsabilidade de dar continuidade ao processo: Paulo Marcos de Farias e Hugo Sinvaldo Silva da Gama Filho.

O depoimento de Marcelo Odebrecht não deve demorar mais de vinte minutos. Primeiro, o juiz Márcio Schiefler Fontes vai perguntar ao empresário dados básicos da vida dele na empreiteira. O empresário informará o cargo e o período em que ocupou enquanto os fatos descritos da delação aconteceram. Em seguida, Fontes perguntará se ele foi coagido pelos investigadores da Lava Jato ou terceiros a prestar as declarações. Após a confirmação de que o depoimento foi tomado de livre e espontânea vontade, o juiz vai perguntar a Marcelo se tudo o que está escrito nos termos de declaração está correto.

Fontes é o juiz que estava há mais tempo no gabinete de Teori, desde 2014, e era considerado seu braço-direito. Assim como o ministro do STF, o juiz também é de Santa Catarina. Antes de ser convidado para o gabinete, foi juiz em Santa Catarina e professor de direito constitucional e processual da Escola de Magistratura do Estado. Fontes é quem mais conhece os procedimentos, depoimentos, ações penais e trâmites da operação no Supremo.

Em 2015, Zavascki determinou a Fontes que fosse ouvir os colaboradores de duas das mais controversas delações feitas na Lava Jato: a do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, que gravou o então senador petista Delcídio do Amaral, e a do próprio político em novembro daquele ano.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Marques

    Eu aconselharia que ele fosse de avião de carreira… Pelo sim, pelo não…

    Curtir

  2. Celso Da Silveira

    Desinventaram a internete no Brasil ou a ida do juiz para fazer uma pergunta ao Narcelo é um motivo para ganhar diárias? Eta país enrolado!

    Curtir

  3. Gilberto Goncalves

    E eu o aconselharia a voar num aviao de interceptacao da FAB, destes de dois lugares.

    Curtir

  4. Edilberto Tadeu Rodrigues

    O Temer, olha aí o substituto do Teoria.

    Curtir

  5. Paulo Roberto de Carvalho

    Isso se chama Justiça retrograda, para não dizer ignorante. Ignora a tecnologia do vídeo conferência. Gasta-se milhões com transferências de preços para baixo e para cima. Uma vergonha.

    Curtir

  6. Claudio Stainer

    Pois então. procedimentos do Processo que não a Denúcia acatada e aqui os feitos em Denúncia já acatada em outro Processo não impedem o ato por um ” juízo de instrução” que, aliás, era do código baiano antes de 1932 e por aí. Atos solenes e geradores de nulidade absoluta somente após a Denúncia aceita antes são todas corrigidas se alegadas de ofício ou caem na preclusão, mesmo com o novo velho CPC, modificado em apuros de venda de papel e que inova com o Decreto 737/1850 trazendo a baila [ baile, bailado, fanck, Fenac. ilha fiscal, ou qualquer ajuntamento onde hoje se come droga e fuma-se pastel], o Regulamento 737/1850 e tem procedimentos do tempo de matusalém. [ eu gosto do Código Comercial de 1850 dado que o fundo de comércio tem como fonte normativa principal a tradição; é muito bem escrito e usado nas reclamações marítimas].

    Curtir

  7. Claudio Stainer

    O Braço Esquerdo do Finado Ministro Teori pode começar a investigas onde estão as câmaras de segurança dos palácios que ficavam sob a cautela do Ministro Francklin Câmara Martins e surrupiadas pela Erenice Mesa de Operações de Câmaras Guerra e Saque. Deem uma olhada aí por alguns próprios de gente ligada ao Bezzero de outro, Lula da Silva , o compilador em 2003 da Institutas Prostitutas. Usou até o apostilamento, ato varrido pela CF 1988, para colocar um cabelereiro como NS no Serviço Público Geral. Não assustem é nomenclatura das Institutas Prostitutas. Não tenho a mínima ideia de como o Governo golpista vai arrumar a Administração Pública.

    Curtir