Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Bolsonaro explica bronca em troca de mensagens com o filho

"Ele disse que ia comprar um fuzil nos Estados Unidos, mas não foi nada disso”, afirmou Jair Bolsonaro

Por Da redação
Atualizado em 9 fev 2017, 16h20 - Publicado em 9 fev 2017, 15h06

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) explicou a troca de mensagens com seu filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) durante a votação para presidência da Câmara dos Deputados no dia 2 de fevereiro.

“Muitas vezes ele esconde coisa de mim, e filho leva bronca né? Eu soube que ele iria faltar à sessão na Câmara, então mandei um WhatsApp para ele e joguei pesado para cima dele. Ele estava na Austrália, não estava em paraíso fiscal, nem mexendo com droga. Falei ‘volte imediatamente para cá’ e dei essa bronca nele. Para botar uma pilha em mim, ele disse que ia comprar um fuzil nos Estados Unidos, mas não foi nada disso”, afirmou.

Jair Bolsonaro deu a declaração no programa Tambaú Debate, da TV Tambaú, afiliada do SBT em João Pessoa, na Paraíba. A foto começou a viralizar nas redes sociais na noite de ontem, mas Bolsonaro só se manifestou sobre o caso por volta das 14h desta quinta-feira. A troca de mensagens foi flagrada pelo fotojornalista Lula Marques, que divulgou uma foto do telefone celular de Jair Bolsonaro com o texto da troca de mensagens.

 

A troca de mensagens entre pai e filho

No texto publicado no aplicativo WhatsApp, Jair Bolsonaro é duro com o filho. “Papel de filho da puta que você está fazendo comigo. Tens moral para falar do Renan? Irresponsável (Jair tem um filho chamado Renan).

A cobrança continua: “Mais ainda, compre merdas por aí.Não vou te visitar na papuda”.

O pai ainda se mostra preocupado com o que o filho estaria fazendo naquele momento.

“Se a imprensa te descobrir aí, e o que está fazendo, vão comer seu figado e o meu. Retorne imediatamente”.

Continua após a publicidade

Somente aí Eduardo Bolsonaro responde para o pai. E não gostou de ser comparado com o meio-irmão.

“Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho , calma lá”.

A imagem termina com uma pergunta do pai. “Voto em JHC ou João Fernando Coutinho?

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.