Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após “namorar” sete partidos, PROS anuncia apoio a Lula

Acusado de receber 7 milhões de reais para vender seu tempo de TV à campanha do PT em 2014, o partido diz apoiar um "novo plano de governo"

Por Da Redação 4 ago 2018, 14h19

 

O PROS anunciou que vai integrar a coligação encabeçada pelo PT na eleição presidencial. Após reunião do Diretório Nacional do partido, realizada na sexta-feira, 3, a legenda divulgou uma nota para oficializar o apoio ao PT, que confirmou neste sábado a candidatura do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava Jato, ao Planalto. O PROS é aquele partido cujo presidente nacional, Eurípedes Júnior, foi acusado de receber  7 milhões de reais da Odebrecht para vender o tempo de TV do partido para a campanha à reeleição de Dilma Rousseff, em 2014.

Após conversar com sete partidos que lançaram pré-candidatos à Presidência, o PROS justificou a escolha pelo PT argumentando apoio ao plano de governo do partido.

“Acredita-se que os ganhos sociais obtidos, iniciados pelo governo Lula e que prevaleceram ao longo dos anos, devem e deverão ter prosseguimento a partir de um novo Plano de Governo que resgate as propostas anteriormente apresentadas e que incremente os pontos defendidos”, diz a nota do partido.

(com Estadão Conteúdo)

 

Continua após a publicidade
Publicidade