Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Acampamento pró-Lula tem ataque a tiros em Curitiba; um é baleado, diz PM

Homem está hospitalizado, e ainda não há identificação do autor dos disparos

Por Da redação Atualizado em 28 abr 2018, 11h46 - Publicado em 28 abr 2018, 09h39

A polícia registrou nesta madrugada a ocorrência de um ataque a tiros no acampamento Marisa Letícia, localizado no bairro de Santa Cândida, em Curitiba. De acordo com a Polícia Militar, que foi acionada e realizou atendimento no local, um homem foi baleado e está hospitalizado.

Ainda não há identificação do autor dos disparos. Peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, estiveram no local e recolheram cápsulas de pistola 9 mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso.

A representante de comunicação da Frente Brasil Popular, grupo ligado ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que coordena as instalações, afirma que, além do homem que foi baleado, há ainda uma mulher atingida no ombro por estilhaços de um banheiro químico, que já foi liberada após atendimento. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

O acampamento " Marisa Leticia"
O acampamento ” Marisa Leticia” sofre ataque a tiros durante a madrugada do dia 28/04/2018 Vagner Rosário/VEJA.com
O acampamento " Marisa Leticia"
O acampamento ” Marisa Leticia” sofre ataque a tiros durante a madrugada do dia 28/04/2018 Vagner Rosário/VEJA.com
  • Após o ataque, manifestantes que encontravam-se instalados no local se deslocaram para uma rua próxima e bloquearam a via com pneus incendiados. O acampamento abriga representantes de grupos como o MST, CUT, Levante Popular da Juventude e outros apoiadores de Lula, que se revezam em vigília pelo ex-presidente nas proximidades da Polícia Federal, onde ele se encontra preso. 

    (Com Estadão Conteúdo)

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade