Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Reinaldo Lourenço toma “não” de modelos após acusação de racismo 

Estilista segue batalha na Justiça após ser "cancelado"

Por João Batista Jr. - Atualizado em 31 jul 2020, 12h08 - Publicado em 31 jul 2020, 06h00
REINALDO LOURENÇO – Leo Correa/.

O caminho da recuperação da imagem de Reinaldo Lourenço não será fácil após ter sido denunciado por mais de três modelos por práticas racistas. Ele tentou recentemente contratar manequins para uma nova campanha de suas roupas (incluindo negras, claro, pois é preciso limpar a barra), mas tem escutado “nãos”. As desculpas são de falta de agenda, mas a verdade é que elas não querem associar sua imagem à do estilista. Enquanto lida com esse problema, Lourenço briga na Justiça para saber quem é o criador da conta do Instagram que reuniu as denúncias de racismo. Nos últimos dias, a Justiça determinou que a Microsoft informe os dados do usuário responsável pelo e-mail ironizei@outlook.com. A empresa tem dez dias para responder.

Publicado em VEJA de 5 de agosto de 2020, edição nº 2698

Publicidade