Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Ricardo Rangel

Futebol 1 x 0 Exército

Surpreendentemente, o futebol disse "não" onde o Exército disse "sim, senhor"

Por Ricardo Rangel Atualizado em 8 jun 2021, 10h29 - Publicado em 7 jun 2021, 21h12

A CBF disse “não” a Jair Bolsonaro e sua exigência de demissão de Tite.

Nos anos 50, o senador Joseph McCarthy insuflou o terror nos EUA perseguindo supostos comunistas nos anos 50. Caiu quando mexeu com o Exército.

Setenta anos depois, o presidente Bolsonaro está insuflando o terror no Brasil, mexe com todo mundo, especialmente com o Exército, e ganha todas, especialmente do Exército.

Mais cedo ou mais tarde, o bolsonarismo cairá. Será engraçado se, quando olharmos para trás, constatarmos que quem deu a senha para a derrocada não foram os generais, mas o futebol.

O que, pensando bem, faz sentido.

O futebol ainda é o que temos de melhor.

(Lamentavelmente, a Copa América foi mantida, mas não se esperava outra coisa.)

Continua após a publicidade
Publicidade