Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Ricardo Rangel

Esqueça as reformas

Não há reformas de verdade para votar, e, se houvesse, o Centrão seria contra

Por Ricardo Rangel Atualizado em 5 fev 2021, 18h04 - Publicado em 5 fev 2021, 17h55

Há muita gente dizendo que, agora que “Rodrigo Maia não vai mais atrapalhar”, o governo vai fazer as reformas etc. e tal.

Mas quais reformas?

Tem a reforma administrativa, mas essa foi esvaziada por Bolsonaro e não vai servir para nada.

Tem a reforma tributária, mas essa é tão modesta quanto inútil.

Tem as privatizações, mas o único projeto de privatização que o governo apresentou (preparado por Temer) é o da Eletrobrás, mas o novo presidente do Senado, apoiado por Bolsonaro, já disse que é contra.

Continua após a publicidade

Teria a abertura comercial, se o governo tivesse proposto alguma.

Tem a autonomia do Banco Central, que é ótima e tal, mas 100% inócua para as contas públicas.

E, claro, se houvesse reforma de verdade a fazer, o Centrão seria contra.

A “reforma” real é a seguinte: Bolsonaro quer reduzir imposto nos combustíveis (mais renúncia fiscal) para favorecer o setor dos caminhoneiros (menos liberal, impossível).

Assim seguimos.

Continua após a publicidade
Publicidade