Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Kirchner quer fazer comício em favor de Lula, e Maradona quer ajudar Dunga a escalar Seleção

Ah, se eu sou da oposição… E não é que Néstor Kirchner se propõe a fazer um comício em favor de Lula em seu país? É isso mesmo que vocês estão lendo. Para ele, a melhor coisa que pode acontecer à Argentina é Lula ser eleito presidente do Brasil… Como dizia personagem de um antigo […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 23h22 - Publicado em 1 ago 2006, 04h52
Ah, se eu sou da oposição… E não é que Néstor Kirchner se propõe a fazer um comício em favor de Lula em seu país? É isso mesmo que vocês estão lendo. Para ele, a melhor coisa que pode acontecer à Argentina é Lula ser eleito presidente do Brasil… Como dizia personagem de um antigo humorístico de Jô Soares: “Muuuuui amiiiigo”. Só falta agora ao Dunga pedir algumas sugestões ao Maradona sobre como escalar a Seleção Brasileira. Vocês esperavam que eu dissesse o quê? Em Córdoba, naquela reunião que deixou os intestinos de Fidel em pandarecos (até agora não entendi a desculpa do facinoroso…), Hugo Chávez quase deu pulinhos: “Ganha, Lula; ganha, Lula”. Agora, é El Pibe quem se propõe até a fazer comício. Alguma razão deve explicar o fato de um argentino torcer tanto assim por um brasileiro. Com todo respeito aos vizinhos, só pode ser a certeza de que sobrevirá o desastre… Falando a sério: Kirchner, até agora, ganhou todos os embates contra o Brasil e sempre encontrou pela frente um “parceiro” comercial frouxo e desarticulado. Se sou ele, também digo: “Ganha, Lula; ganha Lula”. Leia trecho de matéria de Janaína Figueiredo no Globo desta terça: “Durante recente visita à capital argentina, o secretário-geral do PT, Raul Pont, se reuniu com funcionários, congressistas e aliados do governo Néstor Kirchner, que propuseram ao dirigente petista a realização de um comício em setembro, num estádio de Buenos Aires, para fortalecer a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no exterior e, também, a aliança entre os dois países. A informação foi publicada pelos jornais Página 12 e Perfil. Segundo as reportagens, Pont almoçou com o secretário-geral da Presidência argentina, Oscar Parrilli, e participou de reunião com um grupo de kirchneristas integrado, entre outros, pelos deputados Edgardo Depetri e Francisco Gutiérrez. “Uma ajuda para o irmão mais velho”, noticiou no domingo o “Página 12”, jornal fortemente vinculado ao governo Kirchner. Segundo o jornal, o objetivo dos kirchneristas é juntar os presidentes num ato político que reuniria mais de 20 mil pessoas.” Meu lema já está pronto: “Lula, o melhor presidente para os argentinos”. Leia mais aqui
Publicidade