Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Cardozo diz que vai pedir ao STF a anulação do processo de impeachment

Segundo ele, o afastamento de Cunha comprova o desvio de finalidade praticada no processo

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 22h49 - Publicado em 5 Maio 2016, 14h50

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou hoje no Senado que a defesa da presidente Dilma Rousseff vai ao Supremo Tribunal Federal pedir a anulação do processo de impeachment alegando o desvio de finalidade das ações do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Segundo o AGU, o afastamento de Cunha decretado liminarmente hoje pelo ministro Teori Zavascki confirma sua tese: “Já estamos pedindo a anulação do processo, vamos pedir novamente. A decisão do STF é uma prova muito importante no sentido de que ele usava o cargo para finalidades estranhas ao interesse público, como aconteceu no caso do impeachment”. Disse ainda que “Cunha ameaçou a presidente da República de que ele abriria o processo do impeachment se o PT não desse os votos para salvá-lo no Conselho de Ética. O que o Supremo decide hoje é exatamente a demonstração do seu modus operandi”.

O desvio de finalidade de Cunha e a consequente anulação do processo já haviam sido pedidos por Cardozo na peça de defesa da presidente apresentada à comissão do impeachment. Em seu parecer, apresentado na quarta-feira, 4, o relator Antonio Anastasia (PSDB-MG) refutou a tese de que Cunha tenha cometido qualquer desvio de finalidade.

Publicidade