Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Um cicerone midiático

Quando Dilma Rousseff chegou ao prédio do Congresso, Eduardo Suplicy já havia se posicionado, espertamente, dez passos à frente dos demais parlamentares que a aguardavam na Chapelaria. Dilma desembarcou e, incorporando o papel de cicerone oficial, Suplicy repetiu o que dissera a todos os ministros que cruzaram o seu caminho: – Boa tarde, seja bem-vinda […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h32 - Publicado em 27 ago 2013, 14h23

Fazendo as honras

Quando Dilma Rousseff chegou ao prédio do Congresso, Eduardo Suplicy já havia se posicionado, espertamente, dez passos à frente dos demais parlamentares que a aguardavam na Chapelaria.

Dilma desembarcou e, incorporando o papel de cicerone oficial, Suplicy repetiu o que dissera a todos os ministros que cruzaram o seu caminho:

– Boa tarde, seja bem-vinda e obrigado pela visita.

Continua após a publicidade

Publicidade