Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A inusitada e frustrada aproximação dos Alcolumbre com o algoz Jefferson

Josiel Alcolumbre, irmão do presidente do Senado, tentou se aproximar do presidente do PTB, que rechaçou a tentativa

Por Evandro Éboli Atualizado em 18 nov 2020, 20h02 - Publicado em 13 ago 2020, 10h23

Ninguém no mundo político entendeu bem a visita que Josiel Alcolumbre fez ao neobolsonarista Roberto Jefferson, dias atrás. A razão, publicada nas suas redes, foi uma aproximação política em benefício do Amapá. Ele é candidato a prefeito de Macapá.

O encontro do irmão e primeiro suplente de Davi Alcolumbre com o algoz do presidente do Senado foi considerado no próprio grupo político dos manos como algo muito fora da curva, um baita tiro no pé.

ASSINE VEJA

A nova Guerra Fria Na edição desta semana: como a disputa entre Estados Unidos e China pode ser vantajosa para o Brasil. E mais: ‘Estou vivendo o inferno’, diz Marcelo Odebrecht
Clique e Assine

Josiel chegou a postar assim o encontro com Jefferson, com foto e tudo: “estive na sede do PTB nacional e fui recebido presidente, Roberto Jefferson; em todas as minhas conversas, a única e principal pauta é o Amapá, e muito especialmente, o futuro de Macapá”

A versão de Jefferson, também nas redes, foi outra para esse inusitado encontro: “o irmão do senador Alcolumbre esteve comigo no PTB, a pedido de amigos, para pedir uma trégua ao atual ‘engavetador de CPIs do judiciário’ (como se referiu a Davi Alcolumbre). Fui educado com Josiel, mas disse a ele que não tem trégua com essa gente. Se estão contra o povo e o presidente Jair Bolsonaro, vão tomar chumbo!”.

Por intermédio de sua assessoria, Davi Alcolumbre informou que não enviou qualquer emissário para conversar com Jefferson. E que o encontro de seu irmão com o petebista ocorreu em setembro de 2019, e não recentemente, como fez crer o ex-deputado.

Continua após a publicidade
Publicidade