Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STF volta do carnaval com julgamento importante para Bolsonaro

Ação sobre fusão de partidos políticos pode definir rumos do Aliança pelo Brasil

Por Mariana Muniz Atualizado em 26 fev 2020, 17h24 - Publicado em 26 fev 2020, 16h30

Está na pauta da primeira sessão do plenário do Supremo Tribunal Federal pós-carnaval a análise de um caso que debate a fusão de partidos políticos – julgamento tido como fundamental para as aspirações do Aliança pelo Brasil, nova legenda de Jair Bolsonaro.

Trata-se de uma ação de 2015, quando o PROS pedia a suspensão de dois dispositivos da Lei 9.096/1995 – a Lei dos Partidos Políticos. O plenário havia rejeitado o pedido de maneira liminar, provisória.

Agora, é o mérito, o conteúdo, que será apreciado. A relatora é a ministra Cármen Lúcia. Quando negou a liminar, Cármen criticou a proliferação de partidos no Brasil. Prática que, segundo ela, pode minar o “ideário democrático de uma nação”.

Publicidade