Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STF ouvirá Cunha e Janot antes de julgar mérito do afastamento

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) não vai analisar nesta quinta-feira o mérito do pedido do afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara e do mandato de deputado porque o processo ainda precisa de instrução. Isso quer dizer que a defesa de Cunha terá de se manifestar sobre a liminar concedida por Teori […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h49 - Publicado em 5 Maio 2016, 17h49
STF: decisão excepcionalíssima

STF: decisão excepcionalíssima

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) não vai analisar nesta quinta-feira o mérito do pedido do afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara e do mandato de deputado porque o processo ainda precisa de instrução.

Isso quer dizer que a defesa de Cunha terá de se manifestar sobre a liminar concedida por Teori Zavascki, o que abrirá ainda novo prazo para manifestação do Ministério Público Federal.

Ao levar a liminar ao pleno para ser referendada, Teori buscou apenas aval a uma situação que, para os ministros, é excepcionalíssima.

Continua após a publicidade
Publicidade