Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Soltura imediata

Desde a semana passada nos Estados Unidos, onde faz pesquisas e dá aula em Harvard, Luís Roberto Barroso, advogado de Cesare Battisti, enviou um e-mail para um conhecido em que cobra a imediata libertação do seu cliente. Escreveu Barroso: – Estamos aguardando a publicação oficial da decisão do presidente da República hoje, segunda-feira, dia 3, […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 13h14 - Publicado em 3 jan 2011, 11h32

Desde a semana passada nos Estados Unidos, onde faz pesquisas e dá aula em Harvard, Luís Roberto Barroso, advogado de Cesare Battisti, enviou um e-mail para um conhecido em que cobra a imediata libertação do seu cliente. Escreveu Barroso:

– Estamos aguardando a publicação oficial da decisão do presidente da República hoje, segunda-feira, dia 3, para em seguida pedir a soltura de Cesare Battisti. A partir da publicação, sua libertação decorrerá do mero respeito ao estado democrático de direito.

Ou seja, Barroso – sempre cotado para ocupar uma cadeira no Supremo – não quer saber de rediscussão do caso em fevereiro, como tem aventado Cezar Peluso.

(Atualização às 12h06: Os desejos de Luís Roberto Barroso estão próximos a serem cumpridos. Foi publicado hoje no Diário Oficial da União o despacho de cinco linhas em que Lula aprova o parecer da Advocacia-Geral da União para negar a extradição de Cesare Battisti. Agora, para Barroso, só resta soltá-lo)

Continua após a publicidade

Publicidade