Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Rui Costa defende união de Lula e FHC contra Bolsonaro

Para o governador petista, o presidente está levando o país 'à falência' e só o diálogo a favor do Brasil pode mudar o cenário

Por Gustavo Maia 21 Maio 2021, 14h13

O governador da Bahia, Rui Costa, do PT, comentou há pouco o encontro entre os ex-presidentes Lula e FHC, revelado nesta sexta-feira pelo petista. Para Costa, o gesto de união entre os adversários se justifica diante da situação de tragédia no país, que é presidido por um “incompetente” — ele não citou o nome de Jair Bolsonaro.

“As pessoas podem divergir. O Fernando Henrique tem ideias para a sociedade, de Estado, de como tocar a economia, tem um monte de ideias. O Lula tem outras ideias. Mas a política é isso. São ideias diferentes que têm que dialogar, todas a favor do Brasil”, declarou o baiano, em entrevista a rádios da região oeste do Estado.

O governador fez em seguida uma comparação do cenário com o de uma empresa que está indo a falência, na qual os sócios deveriam se juntar para salvá-la.

“O que nós temos que buscar é salvar o nosso país dessa tragédia. Então é como se você trabalhasse numa empresa e alguém se tornou presidente, alguém incompetente da sua empresa, que não saber fazer nada. Você tá vendo sua empresa ir à falência. Então os funcionários, os sócios têm que se juntar pra salvar a empresa. Então nós somos os donos do Brasil. O povo brasileiro é o dono desse país. Então nós temos que salvar o Brasil dessa tragédia”, disse o petista.

Continua após a publicidade
Publicidade