Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Portaria do TSE pode abrir caminho para partido de Bolsonaro

Norma permite que fichas de apoiamento sejam apresentadas de maneira virtual

Por Mariana Muniz Atualizado em 30 out 2020, 11h25 - Publicado em 30 out 2020, 12h30

Uma portaria conjunta publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta quinta-feira sobre a padronização de rotinas para a criação de partidos políticos durante a pandemia pode ter impacto direto na concretização do Aliança pelo Brasil, a nova legenda do bolsonarismo — e em todos os outros partidos que estão tentando se criar em meio à pandemia.

No documento, a Corte eleitoral diz que durante o período de vigência do regime de plantão estabelecido em razão da pandemia “fica assegurada a apresentação das listas ou fichas individuais de apoiamento à criação de partidos políticos via Processo Judicial eletrônico, mediante digitalização dos documentos a serem submetidos aos cartórios eleitorais para validação de assinaturas”.

Como se sabe, os aliancistas sempre trabalharam em prol da digitalização dos processos. A expectativa era de que o novo partido fosse viabilizado já para as eleições municipais deste ano, mas a pandemia os atravessou. Com a medida, a pode ser que a legenda decole. A conferir.

Publicidade