Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PF prende Pastor Everaldo por envolvimento em desvios na Saúde

Além do presidente do PSC, Lucas Tristão ex-homem forte do governador Wilson Witzel é um dos alvos

Por Robson Bonin, Mariana Muniz Atualizado em 28 ago 2020, 10h08 - Publicado em 28 ago 2020, 06h34

Na operação que realiza nesta sexta-feira, contra desvios em contratos da Saúde no Rio de Janeiro, a Polícia Federal cumpre mandados de prisão contra Pastor Everaldo, o cacique do PSC e aliado de Wilson Witzel no governo fluminense, e Lucas Tristão, ex-homem forte do governador.

O esquema na Saúde do Rio é investigado pela PGR a partir da delação do ex-secretário da Saúde Edmar Santos. Como o Radar mostrou recentemente, o esquema também teria chegado ao comando da André Ceciliano, um dos alvos de mandados de busca nesta sexta.

Há pouco, a assessoria de Everaldo divulgou nota dizendo que “o Pastor Everaldo sempre esteve à disposição de todas as autoridades e reitera sua confiança na Justiça”.

ASSINE VEJA

A esperança dos novatos na bolsa Leia nesta edição: a multidão de calouros no mercado de ações, a ‘lista negra’ de Bolsonaro e as fraudes na pandemia
Clique e Assine
Publicidade