Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O conselho de Michel Temer a Mandetta sobre 2022

Para o ex-presidente, os nomes de centro devem pensar duas vezes antes de anteciparem o debate eleitoral

Por Robson Bonin Atualizado em 1 Maio 2021, 11h58 - Publicado em 2 Maio 2021, 14h15

Numa conversa recente com Luiz Henrique Mandetta, o ex-presidente Michel Temer deu um conselho: a terceira via não deve lançar candidato antes de 2022.

Para Temer, antecipar o debate presidencial só favorecerá Jair Bolsonaro e Lula, que já possuem seguidores fieis empenhados em manter o debate eleitoral nas redes.

Um nome de centro, que dependerá dos votos e do interesse dos brasileiros que rejeitam as duas “torcidas organizadas” da polarização, só teria a perder. Afinal, o brasileiro — que não é petista nem bolsonarista — está mesmo preocupado é em superar a crise e manter-se firme nesses tempos tão estranhos. Eleição presidencial é coisa para o ano que vem.

“Quem se lançar agora, pelo centro, será trucidado pelas torcidas organizadas do Lula e do Bolsonaro”, diz Temer.

Continua após a publicidade
Publicidade