Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No Itamaraty, evento para 250 convidados assombra os diplomatas

Risco de aglomeração na comemoração do 'Dia do Diplomata' preocupa servidores

Por Mariana Muniz - Atualizado em 16 out 2020, 20h26 - Publicado em 17 out 2020, 12h32

Uma cerimônia no Itamaraty que contará com a presença de Jair Bolsonaro e de Ernesto Araújo promete ser mais um foco de aglomeração em Brasília, o que gera apreensão nos funcionários do Ministério das Relações Exteriores.

A solenidade comemorativa do “Dia do diplomata” será realizada no próximo dia 22 no Palácio da Esplanada dos Ministérios e deve contar com ao menos 250 participantes. Tudo presencial.

O evento vai reunir os últimos formandos do Instituto Rio Branco, que levarão, eles também, os seus convidados. Além disso, haverá a condecoração de agraciados com a ordem do Rio Branco — depois da qual haverá um almoço com a participação de autoridades.

Em tempo: a aglomeração na “casa do Barão” ocorre enquanto o Brasil (e o restante do mundo) ainda vive a pandemia, e eventos da cúpula do poder têm se mostrado disseminadores de coronavírus.

Continua após a publicidade
Publicidade