Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Não há clima para impeachment de Bolsonaro’, diz ACM Neto

Prestes a oficializar a criação do União Brasil, cacique do DEM diz ainda que não fará 'esforço para segurar bolsonaristas' na nova legenda

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 4 out 2021, 12h37 - Publicado em 4 out 2021, 12h24

Em vias de oficializar a criação do União Brasil, novo partido resultado da fusão entre DEM e PSL, ACM Neto declarou não haver “clima” para o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Não existe ambiente político, objetivo, favorável ao impeachment. Não adianta falar de uma pauta que não tem consequência prática. Pra quem está dentro da política, sabe que com a posição do atual presidente da Câmara, o vice-presidente da República, e a maioria da Câmara e do Senado, não existe nenhuma hipótese, é um discurso que não constrói”, afirmou o cacique do DEM em entrevista ao UOL.

Questionado sobre a ainda expressiva ala bolsonarista dentro do PSL, o ex-prefeito de Salvador disse que não fará “esforço para segurar ninguém” na nova sigla e que a tendência é a de que os nomes mais radicais deixem o partido.

“Aqueles parlamentares que não estiverem satisfeitos com as diretrizes políticas do partido vão ter a liberdade para poder sair. A fusão abre a porta para os insatisfeitos deixarem o partido. Muitos quadros que se podem chamar de bolsonaristas mais radicais, de pessoas muito identificadas com o presidente da República vão acompanhá-lo na legenda que ele se filiar”, afirmou.

Continua após a publicidade

Publicidade