Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MPF quer multa de R$ 61 milhões por corrupção na Petrobras

Ação por corrupção em centro de pesquisa envolve Renato Duque, Ricardo Pernambuco e Adir Assad

Por Ernesto Neves 25 jul 2017, 12h31

O Ministério Público Federal apresentou as alegações finais na ação que investiga esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro em licitações para a construção do novo Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes).

Assinado pelo procurador Deltan Dallagnol, o documento de 268 cobra cobra a restituição de R$ 20 milhões pela sangria de recursos públicos, assim como multa de R$ 40 milhões pelos danos causados pela organização criminosa. 

O MPF também quer ainda prisão em regime fechado para os envolvidos. Esta ação inclui o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, o empresário Adir Assad e Ricardo Pernambuco, da Carioca Engenharia.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade