Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Leu e gostou

Duda Mendonça e sua sócia, Zilmar Fernandes, leram a sintética alegação final apresentada pelo advogado da dupla, Tales Castelo Branco, no processo do mensalão, antes de ser entregue ao Supremo, dia 29 passado. Foram dezessete páginas em que Tales rejeitou a acusação de que ambos cometeram o crime de lavagem de dinheiro ao receberem 10 […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 10h45 - Publicado em 16 set 2011, 15h21

Duda Mendonça e sua sócia, Zilmar Fernandes, leram a sintética alegação final apresentada pelo advogado da dupla, Tales Castelo Branco, no processo do mensalão, antes de ser entregue ao Supremo, dia 29 passado.

Foram dezessete páginas em que Tales rejeitou a acusação de que ambos cometeram o crime de lavagem de dinheiro ao receberem 10 milhões de reais em uma conta no exterior, supostamente como pagamento dívida da campanha de Lula em 2002.

Segundo Tales, como o saldo da conta no final do ano era menor de 100 000 reais, não havia a exigência, segundo o Banco Central, de declarar o recurso. E, pela legislação atual, o crime de lavagem de dinheiro precisa ter um delito antecedente, o que, sustenta, não há. Duda e Zilmar leram e gostaram.

Publicidade