Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Itamaraty de França quer ampliar diálogo com vizinhos no Mercosul

'Mercosul, que também completa três décadas, representa uma etapa construtiva da integração com nossos vizinhos', diz França

Por Gustavo Maia Atualizado em 6 abr 2021, 11h43 - Publicado em 6 abr 2021, 11h41

O discurso de posse do recém-empossado chanceler Carlos Alberto França, nesta terça-feira, trouxe uma menção especial à Argentina e ao Mercosul, uma ode ao diálogo e à superação da rivalidade com os hermanos. Bem diferente da reação do defenestrado Ernesto Araújo à vitória do presidente argentino, Alberto Fernández, em 2019 – “as forças do mal estão celebrando”.

Eis o que disse o novo chanceler: “Outro lugar onde o diálogo se impõe é a nossa vizinhança. Os acordos nucleares do Brasil com a Argentina, por exemplo, que já têm mais de três décadas, são símbolo do predomínio da cooperação sobre a rivalidade. O Mercosul, que também completa três décadas, representa uma etapa construtiva da integração com nossos vizinhos. E é preciso ir além, abrindo novas oportunidades”.

Publicidade