Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governador busca linha direta com países europeus sobre a Amazônia

Diálogo dos governadores com países da Europa tenta mostrar que há, sim, projeto de desenvolvimento sustentável na região

Por Robson Bonin - Atualizado em 18 out 2020, 12h08 - Publicado em 18 out 2020, 13h34

O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), tem dialogado diretamente com países europeus sobre a Amazônia. Com o Planalto isolado lá fora, ele e outros governadores buscam meios de viabilizar um projeto de desenvolvimento sustentável para a região a partir do apoio financeiro internacional. 

A ideia é mostrar que, para longe da guerra ideológica promovida pelo governo federal contra ambientalistas, há, sim, gente pensando projetos de desenvolvimento para a região de modo a conter o avanço do crime e melhorar a situação de quem mora na Amazônia.

“Para resolver o problema, você precisa primeiro aceitar que ele existe. As queimadas estão aí e os outros problemas, também. O negativismo não resolve. O consórcio de governadores, com o vice Hamilton Mourão incluído, pensa um projeto de desenvolvimento para a região que respeite o meio ambiente e invista em pesquisa e tecnologia para produzir mais mantendo a floresta de pé”, diz Góes.

Publicidade