Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Fala, Ricardo

Na terça-feira, 24, de manhã, o telefone tocou na sala da força-tarefa do Ministério Público que investiga a Lava-Jato. Do outro lado da linha, um interlocutor da UTC. Com a proposta de conversar sobre uma eventual delação premiada. Os procuradores vão ouvir, mas estão descrentes. Nas vezes anteriores em que se reuniram, representantes de Ricardo […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 02h01 - Publicado em 28 fev 2015, 08h59
Ricardo Pessoa, o dono da UTC

Ricardo Pessoa, o dono da UTC

Na terça-feira, 24, de manhã, o telefone tocou na sala da força-tarefa do Ministério Público que investiga a Lava-Jato. Do outro lado da linha, um interlocutor da UTC. Com a proposta de conversar sobre uma eventual delação premiada.

Os procuradores vão ouvir, mas estão descrentes. Nas vezes anteriores em que se reuniram, representantes de Ricardo Pessoa queriam um acordo em que o dono da UTC não assumiria responsabilidade nem mesmo pelos fatos sobre os quais o MP já tem provas.

De qualquer forma, as conversas recomeçaram.

A propósito, um interlocutor de Ricardo Pessoa, que o visitou na carceragem de Curitiba há duas semanas, fez seguinte pergunta ao empreiteiro da UTC: “A quem serve o seu silêncio? À sua mulher e seus filhos ou ao João Vaccari, Lula e o PT?”.

Continua após a publicidade
Publicidade