Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Exército vai comprar mísseis antitanque

Brasil é o único país da região que até o momento não possui mísseis guiados operacionais capazes de destruir outros tanques de guerra

Por Robson Bonin Atualizado em 14 set 2021, 10h47 - Publicado em 15 set 2021, 08h31

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW), escritório de compras do Exército no exterior lançou uma licitação internacional para comprar 100 mísseis antitanque.

Embora não informe marca ou modelo, os requisitos exigidos, segundo uma fonte da caserna, descrevem o míssil Spike, da empresa Israelense Rafael.

O Brasil é o único país da região que até o momento não possui mísseis guiados operacionais capazes de destruir outros tanques de guerra.

Cada míssil Spike custa 170.000 dólares. No mercado internacional existem diversos outros modelos, com valores a partir de 40.000 dólares a unidade e igualmente capazes de atingir alvos em movimento a distâncias superiores a cinco quilômetros.

Continua após a publicidade
Publicidade