Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

CNJ recebe processo de 103.500 páginas, um dos maiores do Brasil

Falência da Laginha Agroindustrial S/A tem até nuvem própria para não congestionar o sistema

Por Mariana Muniz Atualizado em 31 mar 2021, 16h15 - Publicado em 31 mar 2021, 14h30

A equipe de inspeção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está às voltas para analisar um dos maiores processos do Brasil. Com 103.500 páginas, a falência da Laginha Agroindustrial S/A, de propriedade do ex-deputado federal, empresário e usineiro João Lyra, tem até nuvem própria para não congestionar o sistema.

O caso chegou ao CNJ no ano passado, quando advogados dos credores ingressaram com um pedido de afastamento do desembargador Klever Rêgo Loureiro, então responsável pelo processo falimentar no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ-AL). Neste ano, a Corregedoria Nacional de Justiça solicitou cópia integral de todos os documentos para analisar se houve alguma irregularidade na conduta do desembargador, hoje presidente do TJ-AL.

Comparando, de acordo com informações do site do Supremo Tribunal Federal, a Ação Penal 470, o Mensalão, teve 315 volumes, 72.234 páginas e 501 apensos, que, somados, se aproximam das 100 mil páginas da Massa Falida da Laginha.

Publicidade