Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alvo de ataques racistas e ameaças de morte, prefeita recebe ajuda federal

Dois correligionários da gestora municipal de Cachoeira (BA) foram executados após a posse no cargo

Por Robson Bonin 10 Maio 2021, 07h17

O município de Cachoeira (BA) recebe nesta segunda uma comitiva do governo de Jair Bolsonaro e do Congresso. A ministra Damares Alves e as deputadas Celina Leão (PP-DF), coordenadora da Bancada Feminina, Tereza Nelma (PSDB-AL), procuradora da Mulher na Câmara e Lídice da Mata (PSB-BA), procuradora-adjunta vão acompanhar a investigação de denúncias de ameaça de morte contra a prefeita Eliana Gonzaga (Republicanos).

Eleita em 2020, a primeira prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga vem recebendo ameaças de morte e ataques racistas em redes sociais desde a campanha eleitoral. Dois correligionários da gestora municipal foram executados após a posse no cargo.

A delegação chegará às 10h30 no município e será recebida na sede da Fundação Hansen Bahia. Participam ainda do encontro o procurador da República, Ruy Nestor Bastos Mello, titular no procedimento que apura as ameaças de morte e ataques racistas contra a prefeita Eliana, a secretária nacional de Política para as Mulheres, Cristiane Britto, a presidente da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, a secretária estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia, Julieta Palmeira e a deputada estadual, Fabíola Mansur (PSB), dentre outras autoridades.

Publicidade