Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Almoço com representantes de sete partidos de centro acaba sem consenso

Grupo tenta encontrar um nome viável para enfrentar Lula e Bolsonaro em 2022

Por Gustavo Maia 16 jun 2021, 15h38

O almoço que reuniu presidentes e representantes de sete partidos de centro para tentar chegar a algum consenso sobre a tal “terceira via” nas eleições do ano que vem acabou há pouco, em um escritório de advocacia no Lago Sul de Brasília.

A única conclusão do grupo foi que será preciso continuar a conversar para tentar chegar a um nome viável na disputa contra Lula e Jair Bolsonaro em 2022. Até agora, ele não existe.

Participaram do encontro os presidentes ACM Neto (DEM), Bruno Araújo (PSDB), Roberto Freire (Cidadania), Renata Abreu (Podemos) e José Luiz Penna (PV) e os deputados federais Herculano Passos (MDB) e Aureo Ribeiro (Solidariedade).

Além deles, também estavam na reunião o ex-ministro da Saúde e pré-candidato à Presidência pelo DEM, Luiz Henrique Mandetta, e o ex-ministro da Educação Mendonça Filho, do mesmo partido.

Apesar de ser o único postulante ao Palácio do Planalto no recinto, Mandetta não aproveitou a oportunidade para pedir apoio aos demais participantes do grupo.

“Foi a primeira reunião oficial, para abrir o diálogo. Não tem nome definido nesse campo que a gente está criando. Foi um bom começo”, comentou o deputado Aureo ao Radar, na saída do almoço. A ideia é que o candidato ideal reúna as agendas comuns aos partidos.

Continua após a publicidade

Publicidade