Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A solução para a Embraer na China

Surgiu uma tentativa de solução para que a fábrica da Embraer em Harbin, na China, não feche as portas por falta de encomendas – e de interesse do sócio chinês, ou seja o governo da China. A saída está sendo trabalhada pelo ministro Fernando Pimentel, que inicia amanhã uma viagem oficial ao país. O que […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 12h40 - Publicado em 2 mar 2011, 13h23

Surgiu uma tentativa de solução para que a fábrica da Embraer em Harbin, na China, não feche as portas por falta de encomendas – e de interesse do sócio chinês, ou seja o governo da China. A saída está sendo trabalhada pelo ministro Fernando Pimentel, que inicia amanhã uma viagem oficial ao país.

O que Pimentel negociará com o governo chinês é para que a fábrica de Harbin passe a produzir o jato executivo Legacy 600, aproveitando a demanda que tais modelos teriam num mercado tão cheio de novos-milionários quanto o de lá. Hoje, a Embraer produz (ou melhor, “produz” é modo de dizer; a fábrica está parada) jatos médios para empresas regionais de aviação.

Publicidade