Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Quando Gleisi perdeu a voz

Quem viu não acreditou

Por Ricardo Noblat 12 abr 2018, 10h01

Gleisi Lula Hoffmann, presidente do PT, conhecida no Senado e fora dele por sua estridência e compulsão por falar, protagonizou, ontem, uma cena inédita: perdeu a voz.

A certa altura de um longo discurso no Senado em defesa de Lula, recolhido ao xilindró da Polícia Federal em Curitiba, ela afirmou:

– O juiz Sérgio Moro levou nove meses para prender Lula, e só o ódio justifica uma safadeza dessas.

Foi então interrompida pelo senador José Medeiros (PODEMOS-MT) que candidamente perguntou:

– A senhora está chamando o Moro de safado?

Ai deu-se o apagão de Gleisi. E logo no dia que, por meio de ofício a Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente do Senado, ela havia comunicado que doravante seu nome de parlamentar é Gleisi Lula Hoffmann. Por razões compreensíveis.

Continua após a publicidade

Publicidade