Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Meus Livros Por Blog Um presente para quem ama os livros, e não sai da internet.

Flavio Moura deixa a direção de programação da Flip

Por Maria Carolina Maia - Atualizado em 31 jul 2020, 14h13 - Publicado em 17 set 2010, 15h34
Sergio Fonseca/Divulgação

Flavio Moura abre a última mesa da Flip 2009

A curadoria da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), evento de literatura mais importante do país, terá nova assinatura em 2011. O jornalista Flavio Moura está deixando a direção de programação da festa, função em que é até aqui o recordista, com três edições no currículo. “Saí da direção da Flip, mas não me desliguei completamente do evento. Vou ficar com projetos de longo prazo, como livros sobre a festa”, diz Moura, que acaba de assumir o conteúdo on-line do Instituto  Moreira Salles (IMS), responsável pela revista Serrote.

Ainda não se sabe quem substituirá o jornalista na programação da Flip. Mas é certo que terá um grande desafio pela frente. Após oito edições, o evento praticamente esgotou a cota de estrelas internacionais que poderia convidar (leia mais aqui), e a mesa dos cartunistas Robert Crumb e Gilbert Shelton, avaliada por muitos como um fiasco, pôs em dúvida a permanência dos  quadrinhos como pauta do evento. A proximidade com a academia vista na edição deste ano, que teve o pernambucano Gilberto Freyre como homenageado, também foi questionada e pode ser revista.

No Instituto  Moreira Salles, por sua vez, Moura terá a missão de “esquentar” o conteúdo on-line, com produção de notícias e de galerias de fotografia, entre outros. Recentemente, o site da instituição lançou uma rádio, a Batuta, cuja programação é feita com base no acervo musical do IMS e tem autoria do letrista Francisco Bosco, filho de João Bosco.

Continua após a publicidade

Leia aqui a cobertura completa da Flip 2010 por VEJA Meus Livros.

Maria Carolina Maia

Publicidade