Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ciro Gomes aposta forte no slogan “Bolsonaro traidor”

Desmandos do Palácio do Planalto e denúncias de corrupção estão entre os alvos prediletos do presidenciável do PDT

Por Camila Nascimento Atualizado em 21 jul 2021, 13h42 - Publicado em 21 jul 2021, 13h41

Presidenciável do PDT, Ciro Gomes busca se viabilizar como a terceira via em meio ao favoritismo de Lula e Bolsonaro. Parte de sua energia na campanha nas redes sociais é concentrada hoje para atacar o presidente com a hashtag “BolsonaroTraidor”. Críticas à gestão e denúncias de corrupção no governo passaram a ser os assuntos preferidos das postagens do pedetista, que ocupa o terceiro lugar nas intenções de votos para as próximas eleições, em 2022, segundo a última pesquisa do Datafolha.

Bolsonaro tornou-se um dos focos da campanha de Ciro há cerca de um mês. Em um dos seus últimos posts, o ex-governador do Ceará cita a taxa atual de desemprego acrescentando que “entre as centenas de traições que Bolsonaro, uma das mais perversas foi o desprezo aos trabalhadores brasileiros”. 

Continua após a publicidade

A corrupção na compra de vacinas, investigada pela CPI, e as denúncias envolvendo os filhos do presidente também foram apontadas por Ciro como “traições” de Bolsonaro. Na lista cabe ainda o aumento do preço de energia, a alta na inflação e as negociações com o Centrão. A pandemia é outro ponto da administração do governo bastante criticada no Twitter do presidenciável do PDT.

Continua após a publicidade

No início da campanha, o ex-governador do Ceará manteve o seu foco nas críticas ao PT e a Lula, que ainda dividem espaço com as “traições” do atual governo. A hashtag “NemUmNemOutro”, que se refere ao petista e a Bolsonaro, os dois candidatos apontados pelas pesquisas em uma possível disputa no segundo turno, foi usada por Ciro na tentativa de se colocar como uma terceira alternativa de voto.

Na última pesquisa do Datafolha, feita em julho, Ciro aparece com 8% das intenções de voto no primeiro turno, atrás de Lula com 46% e Bolsonaro com 25%.  Em uma simulação de segundo turno entre o ex-governador do Ceará e o presidente, Ciro vence Bolsonaro, com 50% a 34%.

Continua após a publicidade
Publicidade