Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comediante ironiza intolerância dos esquerdistas de Hollywood

Assista ao vídeo traduzido e legendado por Felipe Moura Brasil

Em sua participação na edição de quinta-feira (16) do programa de entrevistas do apresentador do Oscar deste ano Jimmy Kimmel, o comediante americano Tim Allen ironizou a intolerância dos esquerdistas de Hollywood.

“Você tem de ser muito cuidadoso aqui. Sabe, você é espancado. Se você não acredita no que todo mundo acredita, isto é como os anos 1930 na Alemanha”, disse Allen, entre risos, comparando à perseguição nazista.

O comentário se deu porque Allen tentou ser “cuidadoso” ao responder à pergunta de Kimmel sobre ter ido à posse do presidente Donald Trump.

Ao perceber que o comediante inicialmente ficou na defensiva, o entrevistador brincou dizendo que não o estava atacando por ter comparecido.

Allen, então, saiu-se com desenvoltura, descrevendo de modo bem-humorado o comportamento real da esquerda hollywoodiana anti-Trump.

Assista ao vídeo traduzido e legendado por mim.

Felipe Moura Brasil ⎯ https://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Robson La Luna Di Cola

    Os bon vivants de Hollywood são de esquerda? O bilionário George Soros é comunista? Pare com isso! Eles são apenas Politicamente Corretos. Criaram uma boa embalagem de si mesmos, enquanto comem caviar com champanhe, andam de Mercedes, e vivem em palacetes.

    Curtir

  2. Outro dia eu tive um epifania. Uma das maiores reclamações dos esquerdistas americanos, que se auto-denominam “liberals”, é que a desigualdade financeira aumentou nas últimas décadas. Citam, por exemplo, a diferença de pagamento entre CEO’s e o salário mediano de suas respectivas empresas. Uma rápida pesquisa no Google revelará que os CEO’s mais bem pagos ganham centenas, alguns mais de mil vezes mais do que o salário mediano em sua empresa. Dizem os “liberals” que isso é um absurdo, que esta diferença é inaceitável, inviável socialmente a até imoral.
    Mas aí eu pensei. E quanto aos artistas hollywoodianos ? Não deveriam ser tratados igualmente ? É imoral um CEO ganhar tanto dinheiro, mas o mesmo não vale para um artista ? A lista da Forbes de atores e atrizes mais bem pagos inclui nomes como Dwayne “The Rock” Johnson, com 64,5 milhões, Jackie Chan, 61 milhões, Jennifer Lawrence, 46 milhões, entre outros. Até o simpatizante das causas islâmicas Ben Affleck, que consegue ficar ainda mais à esquerda que Bill Maher, com quem bateu boca recentemente, está na lista.
    Cadê ativistas como Ashley Judd cobrando destes artistas multimilionários que deixem de contribuir para a inequalidade ?
    Temos que cobrar o ditado americano: “Practice what you preach” ou “Walk the talk”. Traduzindo, faça o que você prega. Eu terei respeito por um “liberal” rico quando ele ou ela vier a público e disser o seguinte:
    “Eu ganhei 10 milhões de dólares no ano passado. De acordo com a lei, teria que pagar 2,5 milhões em impostos. De acordo com as minhas convicções, ricos deveriam pagar mais impostos, portanto estou fazendo um pagamento extra à receita federal de 3,5 milhões de dólares.

    Curtir

  3. se estivesse vivo em nosso tempo, Hitler poderia utilizar desa falácia… e teria o FMB defendendo-o.

    Curtir