Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

FHC sepulta a malandragem de Lula

Existem tucanos larápios, mas o PSDB ficou fora do maior esquema corrupto de todos os tempos

Por Augusto Nunes Atualizado em 3 dez 2017, 19h43 - Publicado em 3 dez 2017, 19h06

Em entrevista publicada na edição de VEJA desta semana, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reiterou a verdade que Lula e seus devotos teimam em mascarar. Depois de reconhecer que também integrantes do PSDB se envolveram em bandalheiras, a começar pelo presidente licenciado do partido, senador Aécio Neves, FHC fez a ressalva indispensável: os tucanos ficaram fora do maior esquema corrupto de todos os tempos.

A devassa do escândalo do Petrolão provou que a quadrilha de proporções inverossímeis foi parida por Lula, amamentada por Dilma e consolidada pelo PT (em parceria com o PMDB e o PP). O chefão e o poste que fabricou, como vêm mostrando as investigações da Lava Jato, são os pais biológicos da herança genuinamente maldita. O resto é conversa fiada dos ladrões ainda à caça de álibis que prestem e morrendo de medo da cadeia.

Publicidade