Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A longevidade da moeda criada em 1994 é a prova mais contundente de que Lula mente

Em 28 de fevereiro de 1986, acuado pela escalada da inflação, o governo do presidente José Sarney não se limitou a cortar três zeros do cruzeiro, como fizeram quase todos os antecessores desde os anos 50. Também aposentou a velha moeda e criou o cruzado. Três anos depois, ainda no governo Sarney, novamente sumiram três […]

Em 28 de fevereiro de 1986, acuado pela escalada da inflação, o governo do presidente José Sarney não se limitou a cortar três zeros do cruzeiro, como fizeram quase todos os antecessores desde os anos 50. Também aposentou a velha moeda e criou o cruzado.

Três anos depois, ainda no governo Sarney, novamente sumiram três zeros e o cruzado foi substituído pelo cruzado novo.

Em 1990, dois meses depois da posse, o presidente Fernando Collor repetiu o truque da troca de nome com zeros a menos, aposentou o cruzado novo e ressuscitou o cruzeiro.

Em agosto de 1993, já com Itamar Franco no lugar de Collor, o governo amputou três zeros do cruzeiro e criou o cruzeiro real.

Em julho de 1994, último ano do governo Itamar, o real nasceu no bojo do plano com o mesmo nome concebido por uma equipe de economistas sob o comando do ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso. Em circulação há 16 anos, a moeda continua exibindo a saúde que faltou às versões anteriores, todas fulminadas pela inflação selvagem.

Instados a lidar com a maldição cinquentenária, Itamar Franco e FHC dispensaram-se de lamúrias, derrotaram o inimigo aparentemente invencível e enjaularam a inflação que parecia indomável. Herdeiro de um país financeiramente estabilizado, Lula foi o único presidente, além do antecessor, que não precisou encomendar à Casa da Moeda cédulas com outro nome, zeros a menos ou zeros a mais. Desde 1994, da menor fração à cédula de 100 reais, nada mudou.

“Recebi um país em péssima situação”, vive mentindo Lula. “Nós assumimos um país com a inflação descontrolada”, vive mentindo Dilma Rousseff. A permanência, a longevidade e a solidez da moeda são a prova mais contundente de que Lula, beneficiário da herança bendita, segue espancando os fatos para expropriar de FHC a paternidade do histórico ponto de inflexão: quem tem menos de 25 anos nem faz ideia do que é inflação.

Em paragens menos embrutecidas, pais-da-pátria que assassinam a verdade em público se arriscam a ter a discurseira interrompida por chuvas de dinheiro metálico. Graças a FHC, Lula e Dilma estão livres desse perigo: há 16 anos, os brasileiros não jogam fora sequer moedas de 5 centavos. A julgar por seu desempenho na campanha eleitoral de 2010, a oposição oficial nunca soube disso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Mixiricas

    Dá-lhe guatambú no lombo desse falastrão.
    Caro Augusto, eu o saudo.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Jose Maria

    Não fora a preguiça mental, até física, de Lula viajante da Silva e de Dilma cisca, cisca, esse país era pra estar em uma posição excepcional. Entretanto estamos vivendo a volta da inflação, se o governo não acordar para esse problema, não souber enfrenta-lo, sei não…

    Curtir

  3. Comentado por:

    Eduardo

    Este governo incompetente e corrupto está conseguindo o que parecia impossível : VOLTAR COM A INFLAÇÃO , o mais doloroso dos impostos. Quem não passou por isso, não sabe o que é uma inflação alta, que corroi seu salário antes do final do mes.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Eduardo

    Lulla e o PT foram contra a Constituição de 1988 , contra o Plano Real , contra salvar o mercado financeiro (PROER ) , afinal , eram contra tudo .
    Será que o Brasil ACORDOU MESMO , ou vamos voltar ao pesadelo da acomodação ? ABAIXO PEC-37 . Cadeia nos corruptos.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Meia Verdade

    Realmente quem viveu aquela época sabe bem o que é inflação alta.
    O que eu acho engraçado é que o barba com todas as acusações que rondam sobre ele recebe no exterior diversas honrarias…agora também com uma coluna no new york times….,ou estamos doido ou o mundo não sabe de nada.

    Curtir

  6. Comentado por:

    A.M.A

    “Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso.” – “Life of Galileo” [Vida de Galileu] (1938)
    Bertolt Brecht (10 de Fevereiro de 1898 – 14 de Agosto de 1956) foi um influente dramaturgo, poeta e encenador alemão do século XX.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Arnld

    A maior “contribuição” de Lula foi ter tirado a cédula de 1 Real de circulação.

    Curtir

  8. Comentado por:

    arydovaldo prado

    O apedeuta 9 dedos e camarilha de ladrões em l994
    dizia que o Real era um truque eleitoral e que seria o maior fiasco pura lorota o Real está aí
    forte resistindo às barbeiragens da macaca e cia.

    Curtir

  9. Comentado por:

    jaime

    o real só deu certo porque as ratazanas do pt votaram contra,são tão incompetentes e invejosos e se continuarem o Brasil já era.

    Curtir

  10. Comentado por:

    ZULEIKA AMARAL

    A “VEJA.com” deve estar muito orgulhosa de sua
    magnífica equipe de colunistas,bloguistas,todos
    em nível muito acima de quaisquer outros da
    mídia.E cada dia mais:o REINALDO ,HOJE,ARRASOU!Mas,todos se entregam sempre mais,com coragem,dignidade,paixão na defesa de seu PAÍS. Parabéns,REINALDO,AUGUSTO,LAURINHO,RICARDO e tantos mais sob as asas poderosas da “VEJA.com”SINCERAMENTE,
    ZULEIKA AMARAL

    Curtir