Assine VEJA por R$2,00/semana
VEJA 55 ANOS

Alzheimer: as tentativas de minimizar a perda de memória

Em 27 de junho de 2018, VEJA destacava em sua capa uma técnica inovadora que prometia minimizar os sintomas do Alzheimer. Seis anos depois, o presidente Lula sanciona um projeto de lei que fortalece a proteção, visibilidade e direito das pessoas que vivem com a doença

Por Natália Hinoue Atualizado em 6 jun 2024, 12h34 - Publicado em 6 jun 2024, 12h17
Continua após publicidade

TBT 27 DE JUNHO DE 2018 | “A memória é uma das funções mais complexas do cérebro. Isso porque ela está associada a dezenas de áreas do órgão, sendo o hipocampo uma das principais. Em conjunto com o córtex, ele garante que o organismo colete, conecte e crie as lembranças a partir de experiências. É, portanto, o primeiro passo para a formação da memória.”

Assim iniciava a reportagem de VEJA sobre a principal consequência da Doença de Alzheimer. “A vida se sustenta com base nas ideias do presente, nas referências do passado e na forma como processamos e armazenamos as nossas experiências. Por isso, ninguém quer perder a memória, todos querem melhorá-la.”

“Mais recentemente, a medicina identificou que o mecanismo da memória é ainda mais intrincado do que se imaginava. Ele está associado também aos hábitos de vida”, complementava a reportagem que, além de exercícios que podem ajudar a memória, trazia ainda um teste para ver até que ponto o esquecimento é normal e a novidade de uma técnica americana.

“Eletrodos implantados em uma área específica do cérebro recuperaram 15% da memória de pacientes. A taxa equivale ao que se perde em dois anos e meio com a degeneração provocada pela Doença de Alzheimer”, explicava a técnica inovadora publicada na revista Nature Communications.

Seis anos depois, a saga em busca de algum tratamento que amenize os sintomas dessa doença progressiva continua e se faz cada vez mais necessária, visto que a condição afeta 1,2 milhão de brasileiros.

Nesta terça-feira, 4, o presidente Lula sancionou o projeto de lei que institui a Política Nacional de Cuidado Integral às Pessoas com Doença de Alzheimer e Outras Demências, legislação que fortalece a proteção, visibilidade e direito das pessoas que vivem com essas condições. O PL garante o direito ao acesso integral e gratuito à saúde no SUS e determina prioridades no tratamento dessas doenças.

Todas as quintas-feiras você, leitor, poderá conferir uma edição antiga no nosso #TBT e ainda consultá-la na íntegra na home do nosso site.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.