Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vinte mulheres com prótese da PIP tiveram câncer na França

Ainda não foi confirmado se os casos de câncer estão ligados aos implantes da marca PIP, segundo afirmou a agência francesa de produtos sanitários

Vinte casos de câncer foram registrados na França em mulheres que usaram implantes mamários da empresa Poly Implant Prothèse (PIP), segundo anunciou nesta sexta-feira a Agência de Segurança Sanitária francesa (Agence française de sécurité sanitaire des produits de santé – afssaps).

Até 28 de dezembro, foram “registrados 3 casos de linfoma, 15 casos de adenocarcinoma mamário (a forma mais frequente de câncer de mama), um caso de adenocarcinoma de pulmão e um de leucemia aguda mieloblástica.” O orgão pondera, contudo, que “até o momento não se estabeleceu que esses casos de câncer estão relacionados aos implantes da marca PIP”.

Segundo o balanço, 1.143 rupturas de implantes e 495 casos de reações inflamatórias foram registrados. Nas 672 extrações preventivas de próteses registradas na Afssaps, foram descobertas 23 rupturas e catorze casos vazamento do silicone.

O caso – Na semana passada, o governo francês deciciu recomendar a retirada preventiva das próteses mamárias devido a possibilidade de rompimento e os riscos à saúde. Estima-se que 30.000 mulheres utilizaram implantes da marca PIP.

Na quinta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que vai cancelar o registro das próteses mamárias da empresa francesa PIP. Além do cancelamento do registro, a Anvisa determinou o recolhimento das próteses que ainda estão em posse da importadora do produto. Foram importadas, ao todo, 34.631 unidades – 24.534 foram comercializadas. Segundo a Anvisa anunciou em comunicado, as 10.097 próteses restantes serão recolhidas.

O fundador da PIP, Jean-Claude Mas, de 72 anos, é investigado na França judicialmente por “fraude com agravante” e “homicídio culposo”. Nesta sexta, o jornal francês Nice-Matin revelou que Mas participa de uma nova sociedade para a exportação de próteses com baixo custo essencialmente à América Latina.

(Com agência France-Presse)