OAB: Temer está perto de ‘perder condições’ de ficar no cargo

Ordem vai protocolar pedido no STF e buscar reunião com ministro Edson Fachin para que as gravações da JBS se tornem públicas

Em nota enviada à imprensa na manhã desta quinta-feira, o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, afirmou que o presidente Michel Temer (PMDB) está prestes à “perder as condições” de permanecer à frente do Palácio do Planalto. Na avaliação de Lamachia, se forem confirmadas as gravações do empresário Joesley Batista, em que Temer dá aval para a compra do sigilo do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ele terá dificuldades de seguir no cargo.

A OAB anunciou que deve se reunir com o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), para pedir o fim do sigilo das gravações da delação de Joesley e da JBS. Ontem, quando foram divulgadas as informações, Lamachia afirmou que eram “estarrecedores, repugnantes e gravíssimos os fatos noticiados”.

Na avaliação do presidente da OAB, “a sociedade precisa de respostas e esclarecimentos imediatos. As cidadãs e cidadãos brasileiros não suportam mais conviver com dúvidas a respeito de seus representantes”. “Por isso, as gravações citadas precisam ser tornadas públicas, na íntegra, o mais rapidamente possível”, concluiu.

Impeachment

Logo após a divulgação do conteúdo da colaboração do empresário, foram protocolados, pelos deputados Alessandro Molon (Rede-RJ) e JHC (PSB-AL), dois pedidos de impeachment contra o presidente Michel Temer. Ele ainda enfrenta um processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em que é acusado, junto com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), de abuso de poder econômico nas eleições de 2014.

A Constituição prevê que, caso a Presidência da República fique vaga na segunda metade do mandato, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), assuma interinamente e convoque eleições indiretas em até 30 dias.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    32 anos depois das diretas já. E aí? Melhorou?

    Curtir

  2. A OAB é outra organização sem qualquer importância para o país. Eles se acham.

    Curtir

  3. Organização chamada “OA do B”…. Essa organização é PETISTA no último !

    Quando estava chovendo improbidades contra a Dilma, a OA do B não dizia nada. Agora, contra o Temer…. viiiiiixi !
    ——
    Esse é o real problema de Brazuninganga, todas as ordens, confederações, associações, superiores tribunais, etc., TODAS elas estão oc(upadas de esquerdistas toscos, grotescos e nojentos. Tudo isso virou instrumento político. Tirar a Dilma foi fácil, agora quero ver como sanitizar esse esgoto esquerdista de tudo que é repartição.

    Curtir

  4. Este senhor deveria, ao se encontrar com o Fachin, aproveitar e pedir a suspeição do Toffoli por não ter se declarado impedido no julgamento do HC do Dirceu, afinal foi seu advogado e conselheiro, NÃO PODE ATUAR EM AÇÕES ENVOLVENDO O CONDENADO E AINDA MULTI-INVESTIGADO DIRCEU.

    Curtir