Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terroristas de Teerã treinaram com o EI, diz ministro do Irã

Nos últimos dois anos, o governo iraniano frustrou cerca de 100 tentativas de ataques

Os terroristas responsáveis pelos atentados de ontem em Teerã estiveram com o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria, informou nesta quinta-feira o ministro de Inteligência do Irã, Mahmoud Alavi.

“Estavam filiados a grupos wahhabistas e takfiristas (extremistas sunitas) e participaram dos crimes do Daesh (acrônimo em árabe de EI) em Mossul e  Raqqa”, afirmou Alavi em comunicado, em alusão às duas cidades redutos do EI nesses países.

O site do Ministério identificou com foto e nome cinco dos terroristas, que saíram anteriormente do Irã para se juntar ao EI. Estes extremistas fugiram depois que a célula que integravam, liderada por Abu Ayeshe, foi desfeita pelos órgãos de segurança do Irã.

O ministro indicou que os atentados de ontem não foram o primeiro planejado pelos terroristas e que as autoridades conseguiram frustrar nos últimos dois anos cerca de 100 tentativas. “Quase toda semana identificamos e prendemos duas ou três pessoas”, precisou.

Alavi declarou que o Irã não duvida do apoio da Arábia Saudita aos movimentos terroristas no mundo, mas disse que ainda é cedo para julgar se os sauditas tiveram algum envolvimento nos atentados de Teerã, que deixaram 17 mortos e dezenas de feridos.

Os dois ataques de ontem na capital iraniana, reivindicados pelo EI, tiveram como alvo o parlamento e o mausoléu do aiatolá Khomeini.

Reação americana

O Irã chamou nesta quinta-feira de “repugnante” a reação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aos atentados desta quarta-feira.

Trump disse em um breve comunicado que reza pelas “vítimas inocentes” dos ataques, mas comentou que “os Estados que apoiam o terrorismo se arriscam a se tornar vítimas do mal que promovem”.

“O comunicado da Casa Branca é repugnante num momento em que os iranianos enfrentam o terror apoiado pelos clientes dos americanos”, queixou-se em um tuíte o chanceler iraniano Mohamad Javad Zarif, em clara referência à Arábia Saudita, aliada dos Estados Unidos.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Quer dizer que treinaram em casa.

    Curtir

  2. José Carlos Lopes de Oliveira

    Bem feito.
    Espero que continuem e acabem com todos que treinam terroristas.

    Curtir