Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conheça Melania, a primeira-dama imigrante e ‘invisível’ dos EUA

A mulher do magnata raramente aparece em público, não fala à imprensa, nem é mencionada por Trump em seus discursos

Após a posse de Donald Trump, na sexta-feira, sua mulher Melania se tornará a primeira esposa presidencial desde Louisa Adams, casada com o presidente John Quincy Adams, a nascer fora dos Estados Unidos. Assim como Ivana Trump, a primeira mulher do magnata, Melania também é cidadã naturalizada, uma imigrante nascida na Eslovênia.

A ex-modelo de 46 anos está casada com Trump desde 2005 e é mãe de Barron, de 10 anos, o caçula da família. Observadores da campanha do magnata notaram o papel passivo, quase invisível, desempenhado pela nova primeira-dama, que se manifesta pouco publicamente – bem diferente da predecessora, Michelle Obama. Seu passado, porém, é bem menos discreto, já que posou nua para a revista GQ britânica, em 2000, e para a francesa Max nos anos 1990.

Para o pesquisador do partido Republicano, Frank Luntz, a razão para isso é que Melania não é o tipo tradicional de esposa e os “republicanos possuem uma visão tradicional do casamento”, disse ao jornal The New York Times. No anúncio oficial da candidatura de Trump, em junho, não foi Melania quem discursou a seu favor, mas sua filha de 33 anos, Ivanka, que teve papel ativo na campanha. Em uma das poucas tentativas de discursar, na Convenção Nacional Democrata, Melania foi acusada de plagiar a esposa de Obama.

Trump tem um complexo histórico de casamentos, mas segue o padrão de namorar ex-modelos estrangeiras. Sua primeira mulher, Ivana, nascida na antiga Checoslováquia, é mãe de seu três filhos mais velhos e foi responsável por diversos escândalos na imprensa americana. O relacionamento acabou quando a Ivana ouviu a conversa do marido com outra mulher por uma extensão telefônica. O magnata então se divorciou e assumiu um romance com amante, Marla Maples, uma atriz americana e mãe de Tiffany Trump.

Infância simples

Melanija Knavs (que nos Estados Unidos virou Melania Knauss) nasceu em Sevnica, na ex-Iugoslávia, atualmente Eslovênia, e teve uma infância humilde, sem passar necessidade, mas também sem muitos privilégios. Ela é filha de um casal de classe média baixa: seu pai era gerente de uma concessionária e sua mãe era costureira. Foi em um concurso de modelos, antes de iniciar seus estudos na Universidade de Ljubljana, que Melania atraiu a atenção de um fotógrafo que a ajudou a assinar contrato com uma agência em Milão, onde começou sua carreira como modelo.

Apesar de nunca ter alcançado o título de top model, a moça de mais de 1,80 foi fotografada para revistas e catálogos nos anos antes de conhecer Trump e chegou a ser capa das revistas VogueSports Illustrated e Harper’s Bazaar.

Melania e Trump se casaram em 2005 em uma igreja em Palm Beach. A noiva usou um vestido bordado, de alta costura da grife Christian Dior, cuja confecção exigiu mais de 500 horas, com um custo estimado em 100.000 dólares, ou mais de 380.000 reais. A lista de convidados para o casamento incluía personalidades como Heidi Klum, Shaquille O’Neal e vários políticos, inclusive Bill e Hillary Clinton.

Depois do casamento, Melania se acomodou no papel de esposa e mãe. Quando questionada sobre as posições de Trump, em poucas entrevistas, defende o marido sem fazer comentários políticos. Focada na vida familiar, a primeira-dama só deve se mudar para a Casa Branca em julho ou agosto, quando acaba o ano escolar do filho em Nova York.