Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que é preciso falar sobre o iceberg gigante da Antártida?

Pesquisadores explicam o impacto que pode causar um bloco de gelo com 4 vezes a área de São Paulo, que se soltou da plataforma Larsen C em julho

Um gigantesco iceberg de 5.800 quilômetros quadrados (área igual a quatro vezes a cidade de São Paulo) e mais de 190 metros de espessura se desprendeu de uma plataforma na Antártida entre 10 e 12 de julho. Agora, segundo uma análise divulgada nesta quarta-feira, o enorme bloco de gelo está se fragmentando, e ao menos 11 pedaços já foram identificados. Apesar da formação de icebergs ser um evento comum e natural, os cientistas estão acompanhando atentamente o enorme bloco de gelo, principalmente por causa dos sérios impactos locais e até globais que ele poderia causar.

Batizado de A68, o bloco de gelo de um trilhão de toneladas que se desprendeu da plataforma Larsen C não é o maior da história. Segundo o glaciologista brasileiro Jefferson Simões, coordenador do Centro Polar e Climático da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e professor de Geografia Polar e Glaciologia na instituição, o maior iceberg de que se tem notícia até hoje foi formado na Antártida em 1986, e possuía assustadores 210 quilômetros de comprimento por 91 quilômetros de largura (mais de 19.100 quilômetros quadrados). Então, por que um bloco de gelo com pouco mais da metade dessa área está chamando tanta atenção dos pesquisadores?

Veja também