Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vereadores do Rio rejeitam aposentadoria vitalícia de R$ 15 mil

Após idas e vindas na pauta da Câmara Municipal, projeto de vereador peemedebista foi rejeitado por 40 votos. Houve 11 abstenções

Um polêmico projeto que concedia aposentadoria de 15.187 reais aos vereadores que completassem três mandatos consecutivos ou quatro intercalados e que também são servidores públicos municipais foi rejeitado por 40 votos e 11 abstenções pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no início da noite desta terça-feira.

O projeto estipulava que esses vereadores, ao se aposentarem, receberiam o salário de sua função como servidor e mais os 15.187 reais, que é o salário dos secretários municipais. A autoria é do vereador João Cabral (PMDB), professor da rede municipal que não se reelegeu na eleição de 2 de outubro. Ele negou ter interesse próprio no projeto: “Eu já estou aposentado. O que estão dizendo é mentira. Não é para todos os vereadores, e sim para os que já estão há pelo menos 12 anos na Câmara. Se o funcionário que tem cargo comissionado incorpora o vencimento, por que vereador não pode? Ele é uma praga? Só porque há sujeira em Brasília o pessoal pensa que isso engloba todo mundo”, disse Cabral nesta terça-feira.

Veja também

Na justificativa oficial do projeto, o vereador escreveu que “a igualdade entre todos os funcionários tem que ser efetiva, inclusive sob o aspecto financeiro, fazendo justiça aos funcionários que por dedicação e competência conseguem, por desejo da população, ser eleitos vereadores da cidade do Rio”. Hoje, o salário de vereador no Rio é de 18.991,68 reais.

O projeto seria votado na semana passada, mas foi transferido para a pauta desta terça-feira. A iniciativa levou à criação, nesta segunda-feira, da petição online “Não vai ter mesada”, que recolheu assinaturas contra a aprovação do projeto. Diante da repercussão negativa, ele chegou a ser retirado da pauta, mas foi incluído numa sessão extraordinária que começou às 18h desta terça-feira. Rejeitado, agora será encaminhado para arquivamento.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcos Rainho

    Estamos de olho.

    Curtir

  2. ivone s Nascimento

    É por essas e outras, que o défict publico inflaciona o país. A população miserável aumenta por conta desses cabides que temos que carregar nas costas. Estamos de olho nesses encostos, que são os políticos.

    Curtir

  3. José Carlos Pons

    Depois não sabem porque o Rio de Janeiro está falido. Se fosse aprovada seria mais UM TAPA NA CARA DO POVO.

    Curtir

  4. Vagabundos!!!!!

    Curtir

  5. Marcelo Eduardo

    Porque eu tenho que trabalhar 45 anos para se aposentar integral? Se eu entrasse como vereador então com 36 anos estaria aposentado. Meio metro de Pau-Brasil neles.

    Curtir

  6. Pra que serve esses vereadores???

    Curtir

  7. Isidorio Araujo da Silva

    Se não fosse a pressão da População contrária a esta aberração, ela teria sido aprovada no apagar das luzes.

    Curtir

  8. Adegildo Silva

    Tem que começar a criar projeto para retirar direitos destes políticos e ficar igual a um trabalhador da iniciativa privada

    Curtir

  9. Os políticos estão indo longe demais. Não chega o tal foro privilegiado, assessores, verba pessoais para tudo que imaginam agora querem se aposentar na mamata sem a devida contribuição previdenciária. porque eles não contribuem durante 35 anos como qualquer operário. Fora Parasitas do Povo!

    Curtir

  10. Cassio Beiejota

    A matéria mais enfâme dos últimos meses.. Por que não colocou o link pro projeto de lei ?!?
    Porque a lei não se trata de aposentadoria, mas de incorporação de benefícios correspondentes (que não recebeu enquanto estava no cargo de vereador) quando retornar ao cargo de servidor público (claro.. só é válido para servidor público)..
    Sou contra isso tb.. Mas não se tratava de aposentadoria nenhuma..

    Curtir